Kefalás pra mim

Luana

Tudo começa pelo amor à psicologia e ao ser humano, com seus diversos sofrimentos e expressões de ser e estar.
Esse amor nasceu comigo e cresceu em casa. Filha de pai e mãe psicólogos, a visão analítica das relações, o respeito às dificuldades dos outros e a sensibilidade, fizeram parte da minha educação! Lembro como se fosse ontem, acompanhando meus pais nas visitas à fazendinha de dependentes químicos, aos mil e um congressos de psicologia, recebendo colegas e professores renomados em casa, vendo meus pais nas noites à fora produzindo textos, relatórios, corrigindo provas, dando entrevistas, escrevendo artigos…

Ah, e claro, o consultório deles!

Com muitos brinquedos incríveis, a maioria deles que eram nossos (meu e dos meus irmãos), a fonte na sala, e um ambiente de paz e tranquilidade. Sabia que quando crescesse queria continuar vivendo aquilo tudo, com minhas próprias marcas e meu jeito de ser! Tinha medo de ser por influência, assim como meus pais também tinham, por isso fiz orientação vocacional antes do vestibular. Resultado: era meu mesmo, pertencia a mim e ao meu coração o amor pela psicologia! Já diziam meus pais: “desde pequena, já fazia boas interpretações!”.

Então, saí a estudar e com o melhor que fosse possível! Mudança para São Paulo, faculdade na PUC e um sonho realizado! Filha da PUC com muito orgulho e muito amor! Ok, depois dos cinco anos integrais com excelência na PUC, o que seguiria?! Continuar estudando! Um caminho se abriu e foi muito bem aproveitado! Fiz meu Mestrado e especialização em Psicoterapia Infantil no México, na UNAM, uma formação maravilhosa, com bolsa do governo mexicano, e mais quatro anos de dedicação exclusiva e muito intensa.

Com quase dez anos de formação e já com alguns de prática, havia chegado aquele tão esperado momento de um dia ter meu próprio espaço, meu consultório, minha clínica, com minhas próprias marcas e meu jeito. Uma amiga, parceira de faculdade e sócia, andou com os mesmos sonhos que os meus e nos encontramos no mesmo momento de vida. Juntamos nossas forças e demos vida à Kefalás Psicologia; hoje, nosso espaço, que transmite paz e cuidados atenciosos e afetivos, amparados por excelentes formações e contínuos estudos.

Nosso compromisso é com o amor e respeito ao próximo, suas dificuldades, particularidades e potencialidades. Nosso objetivo é contribuir para os sentimentos de aceitação, acolhimento, elaboração e tomadas de decisões conscientes e transformadoras.
Em resumo das sumas (risos), a Kefalás Psicologia representa o melhor de mim e da minha sócia, das nossas formações, do nosso amor à psicologia e à diversidade do ser humano!

Joyce

Na década de 80, um cineasta russo chamado Andrei Tarkovsky produziu o filme “O Sacrifício”. Na primeira cena do filme, o personagem principal está no bosque com o seu filho. Ele coloca a criança no colo e conta uma história que muito me marcou.

A história é de um jardineiro que tinha um jardim imenso, onde existiam diversas plantas e árvores lindas; entre elas uma árvore seca, sem vida, que não dava nenhum tipo de fruto. Todos o aconselhavam a desistir de regá-la, mas por insistência, ele continuou regando diariamente. Um certo dia, essa árvore deu um pequeno sinal de vida, e tempos depois, havia se tornado a mais bonita do jardim.

Eu conto essa história porque quando eu cheguei na Kefalás me sentia como se eu fosse uma semente oca, sem vida. Minha terapeuta Elise foi a jardineira que acreditou nos frutos que poderiam surgir do meu interior.

Ter o acompanhamento na Kefalás Psicologia foi fundamental. Eu não acreditava que existia algo dentro de mim, mas com a persistência da minha terapeuta, de regar diariamente a minha árvore, ela conseguiu ressignificar o sentido da minha vida. E foi através da Kefalás Psicologia que pude finalmente colher bons frutos de mim mesma.

A Kefalás Psicologia me ajudou acreditar no impossível. Essa base foi fundamental para criar coragem diante de minhas fraquezas e de torná-las minhas maiores fortalezas.

Elise

Reconheço-me, desde sempre, como uma pessoa sensível ao Outro. Assim a psicologia foi, para mim, mais do que uma opção de carreira, uma oportunidade de especialização na arte e ciência de entender este Outro e a mim mesma. Os estudos na psicologia tornaram-se cada vez mais densos e intensos, interessantes e intrigantes, esclarecedores e desafiadores.

Dotada de conhecimento e com profundo desejo de praticar essa sensibilidade ao Outro, já mais refinada e tecnicamente embasada, a Kefalás Psicologia surgiu na minha vida como a possibilidade de concretização e realização dos meus esforços acadêmicos e desejos pessoais.

Vim agregar e expandir um trabalho lindo, de gerações, que já vinha sendo realizado com muito sucesso pela minha sócia e parceira, Luana.

Com o respaldo e parceria da Kefalás Psicologia pude me reconhecer e me desenvolver como psicóloga clínica. A Kefalás Psicologia representa para mim então a concretização de um sonho e o atendimento da minha verdadeira vocação e missão de vida.

Octávio

Em meados de 2014, perto do final do primeiro semestre, eu caminhava em direção ao segundo neurologista com envelopes e mais envelopes de exames realizados nos últimos meses, de ressonâncias à exames medindo meus níveis de atividade cerebral. Minha reclamação: falta de atenção, concentração.

A consulta não durou vinte minutos, a médica, cheia de condecorações na parede, me intimou perguntando o que eu queria com os resultados perfeitos e como o convênio jogava dinheiro fora com aqueles exames sem necessidade.

“Você não tem nada, e se está procurando uma receita para esses remédios de atenção eu não posso te dar”, dizia ela. Meu desejo era saber o que eu tinha. Entregou-me um encaminhamento escrito “avaliação neuropsicológica”, sai do consultório e encontrei a Kefalás Psicologia.

Nunca mais fui embora.

No começo eu só queria fazer os testes, mas depois, a forma como eu fui ganhando humanidade com esse lugar, foi (e ainda é) impressionante. Hoje, diagnosticado com altas habilidades, posso usá-las na Kefalás para ajudar a promover o lugar onde me encontrei.

Esperamos, com toda nossa força de vontade, fazer um bom trabalho, que traga ainda mais luz, visibilidade, à essa equipe que vive para a beleza dos frutos de uma vida de dedicação e entrega à saúde de tantos pacientes, como eu e a Joyce, que somos resultado desse trabalho sensacional. Fiquem de olho.